+55 31 3286-0166 contato@mixingbar.com

11 dicas para montar um cardápio excepcional e garantir a maximização de lucros

23/07/14
>> Texto de Dan Gentile para a o site Thrillist http://goo.gl/EKW7AZ

1 – Estudo da CIA mostra que se o sinal de dinheiro ($) é usado no local de preço, os clientes ficam propensos a escolher as opções mais baratas.
2 – O tempo médio que um cliente gasta lendo o cardápio é de 109 segundos.
3 – É importante para o cliente ver todos os itens do cardápio ao mesmo tempo. Então qualquer coisa maior que um folder de duas dobras é grande demais. Se for muito volumoso, o cliente não será capaz de processar as informações, vai desistir de ler e pedir algo que não quer realmente.
4 – Se os preços ficarem em uma coluna, vai resultar em uma compra por valor. Coloque-os a três espaços do final da descrição do prato – sem pontos ou traços que possam chamar a atenção do cliente para o fato de que está pagando R$ 20 por um frango assado.
5 – O cardápio de sobremesas sempre deve ter os cinco “C”: Citrus, café, caramelo, chocolate e cheescake.
6 – As sobremesas não devem ficar no menu principal. Se o cliente ver alguma sobremesa apetitosa logo no início da refeição, ele pode pular a entrada. Restaurantes experientes sabem surpreender o jantar com um cardápio de sobremesas depois do prato principal, de maneira a aproveitar os lucros da venda das entradas e sobremesas.
7 – Não coloque tudo em CAIXA ALTA! Tudo bem usar letras maiúsculas no nome do prato, mas para sua descrição use as minúsculas. Isso ajuda a amenizar e focar a leitura, e impede que o cliente se disperse no menu.
8 – As oito principais alergias são nozes, amendoins, leite, trigo, ovos, peixe, marisco e soja. É muito importante que esses componentes estejam listados na descrição do prato.
9 – Em um menu de duas páginas, a maioria das pessoas vai olhar primeiro para o alto da página direita, um pouco acima do centro. Depois, as pessoas olharão para o primeiro e o último item da lista. Colocar nessas áreas os pratos com maior margem de lucro é um truque covarde, porém posicionar os melhores pratos nesses locais vai enganar os clientes a realmente gostar da refeição.
10 – Os restaurantes levam em consideração os custos dos itens gratuitos, como pão, manteiga, ketchup, e biscoitos da sorte. Um restaurante experiente aumenta esse valor em cinco centavos para a versão sofisticada do ketchup.
11- Uma saudável regra de ouro para um cardápio equilibrado é ter 10 entradas, 10 pratos principais e seis sobremesas, e ao menos uma opção vegetariana de entrada e aperitivo.

OrkutGoogle BuzzLinkedInStumbleUponDeliciousShare

Comente:

Notifique-me de novos comentários via e-mail. Você também pode se inscrever sem comentar.